Microsoft’s Deceptive Tactics Push Customers to Mac, Linux

2 06 2016

Over the past few months, Microsoft has maintained a course that continues to anger and alienate users. Having converted the Windows operating system into a suite of spyware tools designed to harvest users’ data through recommended updates that it has forced on users, the Redmond giant has given many of those users reason to abandon Windows for another operating system. As Windows continues to lose users, Microsoft — rather than adjust course —has instead ramped up the very tactics that angered users in the first place.

Last summer, Microsoft announced that anyone currently running Windows 7, 8, or 8.1 would be able to upgrade to the new and “improved” Windows 10 for free. Many wondered why the company would give away licenses to use the new operating system, especially considering that in the past users have paid good money to purchase new iterations of Windows. Within days of the release of Windows 10, the reason was clear: greater data-mining opportunities. The entire operating system is designed to harvest users’ data for Microsoft’s financial gain.

Despite optimistic predictions from Microsoft of one billion Windows 10 devices within three years, adoption slowed after the spyware nature of the operating system became known. In fact, there are currently still almost as many people using Windows XP as are using Windows 10. This is particularly astounding considering that Windows XP reached end-of-life

Read Full Article





Consider Linux for Secure Online Banking

12 08 2009

1720-5299Neste artigo Michael Horowitz opina sobre porque razão se devem utilizar máquinas a correr Linux para aceder a plataformas de Home/Online Banking.

Exemplifica também uma série de boas práticas para os utilizadores de sistemas Windows de como manter o sistema a correr o mais limpo possível com recursos a programas de detecção e remoção de Software Malicioso, como a testes Online de detecção de vulnerabilidades. O artigo está extremamente bem escrito. Fica o Link para a tradução para português usando o sistema automático do Yahoo/Babel Fish.

Do you make online financial transactions from a Windows computer? If so, you may want to re-visit that decision.

It’s a given that almost all malicious software targets Windows. In my opinion, while it is possible to secure a Windows computer, the process is too hard, too time-consuming and/or technically over the head of most people.

A recent article at WashingtonPost.com described multiple organizations whose bank accounts were emptied by malicious software on their Windows computers. In one case, the Clampi Trojan sat undetected for a year on the computer of the Controller of a small business, before it decided to make withdrawals from their bank account.

According to recent news reports, “Fraudsters are taking advantage of the widely used but obscure Automated Clearing House (ACH) Network in order to pull off their attacks.” Businesses don’t have the same safeguards as consumers from this type of theft. Both articles describe serious losses and lawsuits.

Read the full article at esecurityplanet.com

Traduzido pelo Yahoo Babel Fish.





Rede espiou computadores de 103 países, incluindo Portugal

29 03 2009

virusUma rede de espionagem electrónica acedeu ilegalmente a quase 1.300 computadores de 103 países, incluindo Portugal, concluiu um estudo levado a cabo por investigadores do Information Warfare Monitor (IWM), uma organização canadiana.

A rede, que operava essencialmente a partir da China, infiltrou-se, principalmente, em computadores de Ministérios dos Negócios Estrangeiros, embaixadas e de entidades ou personalidades associadas ao Dalai Lama, líder espiritual dos tibetanos. O IWM, que estudou a rede ao longo de 10 meses, refere, contudo, que não conseguiu determinar se a rede era operada com conhecimento do Governo chinês.

O estudo foi desencadeado após um pedido do gabinete do Dalai Lama, que pretendia saber se os computadores de figuras de destaque da causa tibetana estavam a ser alvo de infiltrações.

O IWM determinou que ente os computadores alvo de infiltração contam-se ministérios de países como o Bangladesh, Barbados, Brunei, Butão, Filipinas, Indonésia, Irão e Letónia. Entre os alvos incluíam-se ainda embaixadas de Portugal, Alemanha, Chipre, Coreia do Sul, Índia, Indonésia, Malta, Paquistão, Roménia, Tailândia e Taiwan.

Texto retirado do Diário Digital

Embora no artigo na BBC não falem em que sistemas foram comprometidos tendo em conta que foram detectados vários Malwares tudo leva a crer que os sistemas infectados sejam os do nosso irmão da Microsoft, também conhecidos pelo elo mais fraco.





Vou ser curto e directo: se queres navegar, usa Linux!

2 02 2009

virusUma interessante entrevista feita a Matt Knox, um talentoso programador e autor de enormes quantidades de adware, onde ele conta como foi a sua vida a trabalhar na Direct Revenue a contaminar milhões de computadores.

Ele explica também pormenorizadamente como fazia para contaminar os inseguros Windows como o XP, começando pelas falhas do Internet Explorer e acabando em engenhosos truques no registo.
Respondendo à pergunta de como os utilizadores se poderiam proteger do adware, ele respondeu:

“Um, run UNIX.
We did actually get the ad client working under Wine on Linux.”

Ou seja, funciona em Linux mas sob o Wine, o que de certa maneira até é um elogio a este excelente programa de emulação de programas win32. Meus caros leitores, para evitarem as pragas de adware, trojans e afins, não vos adianta instalarem bons antivírus e outro bons programas de protecção do Windows, porque com o Windows por baixo vocês estarão sempre f… fornicados! Usem Linux, *BSD ou outro sistema operativo não Windows e aí sim, estarão seguros.

Ler artigo no Tux Vermelho