Sharp lança Smartbook com GNU/Linux no mercado japonês

2 09 2009

1720-5299A Sharp vai lançar já este mês de Setembro no mercado Japonês um Smartbook com o nome de PC-Z1.

Publicitado como um dispositivo tão fácil de usar como um telemóvel mas com a capacidade de processamento similar ao de um PC só me traz à memória os modelos da Asus, os “Eee PC”.

São pequeninos, leves e aparentemente não existe qualquer referencia a uma ligação Ethernet ou ficha VGA/DVI, pelo menos na Press Release oficial. Em relação ao preço este continua por anunciar.

Sendo um dispositivo móvel,  com a proliferação de HotSpots e  banda larga móvel, talvez tenham sido alguns dos factores a levar que a Sharp tenha optado por excluir o suporte Ethernet.

Estão previstos para este ano lançamentos de muitos dispositivos similares a este a correrem GNU/Linux e baseados em arquitectura ARM. Todos estes prometem longevidades de bateria até 10H, tempos de arranque muito baixos e a correr em SSD‘s na sua maioria.

Algumas das características do produto:

  • Installed OS:   Linux/Ubuntu 9.04 (Smartbook Remix for ARM-based systems, Sharp customized version)
  • LCD:   5-inch, widescreen TFT LCD (Wide-SVGA resolution, LED backlit, touch-screen)
  • CPU:  ARM i.MX51 multimedia applications processor manufactured by Freescale Semiconductor
  • Main memory:  512 MB (fixed)
  • Input devices: 68-key keyboard (key pitch: approx. 14 mm; key stroke: approx. 0.8 mm),
  • Quick Launch button
  • Pointing device:  Optical pointer (optical pointing device), touch-screen
  • Card slot:  microSD Memory Card/microSDHC Memory Card x 1 (16 GB max.)
  • nterfaces  Headphone output (3.5 mm-dia. stereo mini-jack) x 1,
    USB (USB 2.0 compatible) x 1,
    miniUSB (USB 2.0 compatible; miniAB connector) x 1
  • Storage memory:  Approx. 4 GB flash memory (user area: approx. 2 GB)
  • Battery operating time:  Approx. 10 hours
  • Communications function:  Wireless LAN (IEEE 802.11 b/g compatible)

Ler a press release oficial





Também não precisamos de ti – Asus

7 06 2009

virusAfter reading articles like this one today. It’s safe to say that this sucks.  Linux MADE Asus the market leader it is.  Xandros bent over backwards to tailor a UI specifically for the tiny 7inch screeen that really did make the first netbooks fly.  Now this crap.

Some of the things that I’ve learned by asking (off the record) some local retailers of the Asus systems.  These retailers tend to be more hands on than a “Best Buy”.
1.  Linux outsold XP until Asus stop shipping Linux

Escreve assim James Sparenberg no seu blogue frustado por a Asus ter revelado planos de descontinuar a venda de Netbooks com Linux. Mais grave e vergonhoso ainda foi o facto de o Administrador da Asus ter-se desculpado perante Steven Guggenheimer da divisão de OEM’s da Microsoft por ter sido apresentado um modelo Asus na exposição da Qualcomm a correr o Google Android Linux

Tal como o editor do artigo original, eu que sempre preferi e recomendei Asus a amigos e clientes, tendo em conta que a HP, a Dell, a Acer estão a investir neste mercado e não se vendem à Microsoft, farei o mesmo daqui em diante. Asus, não obrigado!





A Semana do Linux Desktop – Duas Visões

7 06 2009

1720-5299Jim Zemlin o Director Executivo da Linux Foundation refere no seu Blogue que já não é preciso  declarar o ano do Linux.

“Tendo passado a semana na Computex onde são mostradas todas as coisas que as pessoas irão encontrar no BestBuy e Amazon daqui a 6 meses, torna-se claro que o Linux tem um papel muito importante nos Desktops. ”

“Instant On”

Tal como preveu o ano passado o Linux virá até nos Portáteis com o Windows Vista e Windows 7 graças a tecnologias como Fastboot da Phoenix,  Splashtop da DeviceVM ou a Presto da Xandros.

Zemlin Justifica a necessidade destas tecnologias devido ao facto dos consumidores estarem fartos de esperar minutos para que o Windows arranque quando querem  apenas consultar o email ou navegar na Internet – qualquer destas tecnologias o possibilitam em menos de 5 segundos usando um sistema Linux embebido na própria  placa mãe.

Ler entrada no blogue

_________ // ___________\\_________

Em contrapartida este senhor que aparentemente esteve também na mesma computex  continua à procura dos famosos Netbooks com Linux e processadores ARM. Desconfio eu que seja um erro de ASP da página da PCMAG.com

Why Hyperspace





Estará a Microsoft a comprar os vendedores de Netbooks?

4 06 2009

ballmer_monkeyA computex iniciou dia 2 de Junho e têm sido mostrados vários Netbooks ARM e ATOM a correr Linux.

Até aqui não existe novidade mas existem suspeitas que a Microsoft anda a “comprar” fabricantes de Hardware ( OEM ‘s) para que estes não lancem modelos com Linux.

No segmento baseado em processadores Intel ATOM a Microsoft tem o Windows XP para concorrer com o Linux. Quando chegamos à  tecnologia ARM as coisas são diferentes tendo apenas o Windows CE para este segmento. Espera-se um grande “boom” no final deste ano de Netbooks com arquitectura ARM porque comparado com os ATOM estes têm menor consumo chegando a bateria a durar 10 Horas e uma melhor performance além de um preço bastante inferior.

Apesar de o lançamento do Windows 7 ter sido antecipado para Outubro deste ano parece que a ameaça do Linux não deixa a empresa liderada por Steve Ballmer deixar o mercado actuar de uma forma natural preferindo assim negar à população em geral a possibilidade de verem o Linux a trabalhar. Ficam então Links em baixo para algumas noticias sobre algumas aparentes irregularidades de actuação de controlo do mercado.

Clicar nos Links para ir para os tópicos em questão ( inglês apenas )

Asus cancela projecto de Netbook com Linux

A Asus faz  campanha Anti-Linux/pró-Microsoft nos Netbooks.

ComputerWorld – Microsoft strikes back at Linux netbook push

Is Microsoft ‘Buying-Off’ Linux Netbook Vendors? [Updated]

ASUS Linux insult will be Intel and Dell’s gain





Intel disponibiliza a beta da versão 2.0 do Moblin.

20 05 2009

moblin-logoA Intel anunciou a disponibilização da beta da versão 2.0 do Moblin.

O sistema operativo de código aberto baseado em Linux é optimizado para os Atom e foi criado especificamente para netbooks e as máquinas desktop correspondentes, os chamados nettops.

De acordo com a empresa, a nova versão introduz um interface denominado M-zone, concebido para oferecer acesso rápido a determinadas aplicações, como o correio electrónico, instant messaging ou redes sociais.

A versão 2.0 do sistema operativo da Intel integra igualmente um media player.

Este sistema além de ser incomparável em tempo arranque, cerca de 4 segundos em modelos com SSD possui uma baixa utilização da memória do sistema o que o torna incomparavelmente mais rápido que o rival Windows XP no mesmo equipamento sem a degradação de um anti-vírus a correr ou a desfragmentação causada no disco ou memória flash pelos sucessivas actualizações do Windows .

Em relação ao Windows 7,  o sistema da Microsoft que ainda está em desenvolvimento e que está projectado para este mercado tem uma limitação que é a de correr apenas 3 aplicações ao mesmo tempo. Por enquanto ainda é vaporware contudo.

Em baixo um vídeo demonstrativo do Moblin 2.0 Beta

Outro vídeo do Moblin mas com muito mais detalhe nas funcionalidades