The growth of LibreOffice over Microsoft Office

6 03 2012

LibreOffice after one and half-years as an open source office productivity suite has grown from being just a fork of OpenOffice.org (OOo) and emerged as an independent tool for those who prefer the openness and scope of work copyleft offers over claustrophobic copyright licenses and proprietary software. Following the game-changing split and backing by The Document Foundation (TDF) LibreOffice has over 25,000 code commits and 330 contributors. Secondly, it has over 15million Linux OS users, a further 10 million users are split between Microsoft (90-percent) and Mac OS X (5- percent).

Read the Full Story@unixmen

Anúncios




Kubuntu 9.10 (Karmic Koala) Released

29 10 2009

released

Kubuntu is built with the latest KDE desktop on top of a solid Ubuntu core. We believe this combination delivers a fantastic all-round home desktop experience. Our selection of tools and applications will provide you with all that you need for most of your tasks, with many more available just a few clicks away! Whether browsing the web, playing your music, composing an e-mail or connecting with your friends on social networks, Kubuntu 9.10 brings you an innovative and attractive platform for all your desktop needs.

Read on for information on how to get Kubuntu and what is new in Karmic.

Installing 9.10

Full Release announcement





Microsoft “doutrina” empregados das lojas Best Buy com mentiras sobre Linux

9 09 2009

ballmer_monkeyA Microsoft anda a “doutrinar” os empregados da cadeia de lojas “Best Buy” usando mentiras e alguns mitos que tem vindo a espalhar sobre o Linux. Como se isto não violasse as leis de antitrust?

Estão aqui os slides da apresentação noutro servidor.

Excerto do artigo

Microsoft (MFST) is “indoctrinating” Best Buy (BBY) workers to sell its highly anticipated Windows 7 operating system using outright lies about the performance of open-source competitor Linux, according to Linux experts and at least one Best Buy employee who has seen the alleged Microsoft training slides.

“Linux does not support many common applications and online services like iTunes, Zune, Quicken, Photoshop, and Office 2007,” asserts one slide in the now-leaked Microsoft ExpertZone training module designed for Best Buy employees preparing to sell Windows 7, which will be released in October. Another slide calls the statement “Linux is safer than Windows,” a “myth.”

But when I went into my local Best Buy on Houston Street in New York on a beautiful Sunday afternoon, I was informed that the chain does not carry Linux-equipped laptops or net-books. So why would Microsoft be teaching Best Buy employees to counsel customers to avoid Linux? Why indeed.

Ler artigo completo

Também na ZDNet





KDE 4.3.0 esta cá fora

4 08 2009

1720-5299KDE 4.3.0 is out, and it is a great release. It is unlikely that any one specific thing will strike the user as the most noticeable improvement; rather, the overall user experience of KDE has improved greatly in KDE 4.3.0.

The release’s codename, Caizen, is a Japanese philosophy that focuses on continuous improvement throughout all aspects of life. That has been the goal of the KDE team for 4.3.0: polish, polish, polish. The statistics from the bug tracker speak for themselves: 10,000 bugs have been fixed. In addition, close to 63,000 changes were checked in by a little under 700 contributors. That is not to say that the KDE team did not add a large number of new features: 2000 feature requests were implemented in the past 6 months, meaning that any user’s pet feature might well be among the improvements KDE 4.3.0 brings.

kde430-inspired

Full release announcement





Brasil – Computadores para 26 mil escolas usam GNU/Linux desenvolvido dentro de portas

29 07 2009

kuruminNós por cá enchemos os cofres à Microsoft. No Brasil além de pouparem esse dinheiro criam empregos e investem em tecnologia nacional. Ó Sócrates, deixe de de dar dinheiro a esses senhores, siga o exemplo do Brasil e de inúmeros países da América Latina, deixe de ser trolha Srº PM.

Aproximadamente dez milhões de alunos da educação básica serão beneficiados este ano com a entrega de 26 mil laboratórios de informática. O número representa a expansão do Programa Nacional de Tecnologia Educacional (ProInfo), cuja meta é atender todas as escolas públicas urbanas até 2010. A entrega e instalação dos equipamentos estão previstas para começar a partir de março

Ao todo serão distribuídos 19 mil laboratórios de informática em escolas urbanas. Para isso, o Ministério da Educação investiu R$ 293 milhões. Cada laboratório será composto por um servidor multimídia, sete microcomputadores, 16 terminais de acesso, nove estabilizadores, uma impressora laser/led e um roteador wireless (internet sem fio). Está previsto ainda o fornecimento de um computador para a administração das escolas.

Além de serem entregues e instalados nas escolas, os equipamentos terão suporte e garantia de 36 meses. Todos deverão ser compatíveis com a nova versão do sistema operacional Linux Educacional 3.0, software livre elaborado pelos servidores do ministério especialmente para atender às escolas públicas do Brasil, com conteúdos pedagógicos pré-selecionados.

Ler noticia completa.

Mais info sobre a empresa que fornece a tecnologia. Uma mistura de virtualização e Thin Clients.






Microsoft Dirty Secrets – como a empresa de Bill Gates subverteu as leis do mercado e criou um monopólio

25 05 2009

Entrada do  blogue “o Vigia”

Esta entrada aqui no blog servirá para de alguma forma explicar ou documentar através de links a forma como a empresa de Bill Gates, Microsoft, subverteu as leis do mercado e criou um monopólio, colocando assim em causa a liberdade de escolha dos consumidores bem como a inovação e desenvolvimento da área de Tecnologias de Informação, uma vez que usou todos os truques sujos e mais alguns para destruir ou adquirir os seus concorrentes directos.

Tenho lido e comentado diversos artigos no site português relativo às novas tecnologias, o Tek da Sapo, e uma das coisas que mais me espanta é o enorme desconhecimento por parte das pessoas e até dos jornalistas que lá escrevem, das manobras e truques baixos que a Microsoft sempre usou desde o seu inicio para aprisionar os seus consumidores/clientes bem como destruir os seus concorrentes.

Link para a página do blogue

Neste mesmo blogue uma secção sempre em actualização sobre a MS





Brasil – meta do governo, chegar aos 10.000 telecentros

19 05 2009

kuruminO Projeto Nacional de Apoio a Telecentros pretende sustentar as ações do governo federal para alcançar a meta de 10 mil telecentros instalados até 2010. O documento será submetido, na próxima terça-feira, 19, a audiência pública na sede do Serpro, em Brasília, com videoconferência para mais 25 cidades do país.

O Projeto está em consulta pública desde 29 de abril e segue até 29 de maio de 2009, sendo a audiência pública um ponto alto deste período por congregar autoridades e militantes da inclusão digital em um espaço único e democrático. “A Audiência é informativa e tem caráter esclarecedor, na medida que a apresentação do documento é detalhada, gerando assim um número maior de contribuições”, analisa Luiz Cláudio, coordenador de inclusão digital do Serpro.
A instalação de novos telecentros e o fortalecimento das iniciativas já existentes são os principais objetivos do Projeto, que prevê o oferecimento de conexão, computadores, bolsas de auxílio financeiro a jovens monitores e formação de monitores bolsistas e não-bolsistas para atuar nos telecentros. O Projeto Nacional de Apoio a Telecentros busca a estruturação das iniciativas isoladas de inclusão digital. Luiz Cláudio qualifica o Projeto como um primeiro passo para a construção de uma política pública de Inclusão Digital. “Uma política consolidada garante a continuidade e integridade das ações governamentais em prol da inclusão”, afirma o coordenador.

Projeto
O Projeto Nacional de Apoio a Telecentros foi construído a partir das conclusões do grupo operacional de inclusão digital, coordenado pela Presidência da República, do qual participaram diversos ministérios, instituições públicas e sociedade civil organizada. A coordenação cabe aos Ministérios das Comunicações, da Ciência e Tecnologia e do Planejamento.
A iniciativa do governo de submeter o Projeto à consulta pública visa agregar contribuições das partes interessadas no assunto e enriquecer o documento que determinará o caminho das ações de inclusão digital no país. Luiz Cláudio ressalta que a integração das diversas instituições públicas é importante para gerar um modelo de cooperação e compartilhamento de soluções, manutenção e administração dos telecentros.

Ler informação no site do SERPRO em http://www.serpro.gov.br/noticiasSERPRO/2009/maio/meta-do-governo-e-atingir-10-mil-telecentros

_________________________________________________________

Nós  por cá, o governo anda a dar musica aos tugas com planos tecnológicos forjados de forma a criar ainda mais dependência a grandes multi-nacionais como a Microsoft .

Vejam-se os exemplos do Brasil e de toda a América Latina, vão usar essencialmente Software Livre, vão ter de formar inúmeros profissionais – vão treina-los  a instalar Linux, configurar servidores, ou seja vão gerar conhecimento, riqueza sem precisar de dar um chavo ao tio Bill Gates de volta. Actualmente o Brasil já exporta para outros países da América do Sul tecnologia e mão-de-obra especializada em Software Livre

Ainda Segundo este site que publicou a informação em inglês:

Meanwhile, in the United States, Microsoft continues to bribe politicians into ignoring free software, we have sub-quality public technology education for students, absolutely no technology education available for the community-at-large except what unfunded user groups can provide and what we can boast is a generation of youth who know how to pimp out their MySpace page but probably can’t spell “Unix.”

Não é só nos Estados Unidos que a Microsoft anda a corromper ministros e politicos, isto alcança uma escala global mas este Sr. provavelmente nem ouviu falar no Eng. Sócrates.  Apesar de o Steve Ballmer ter-se deslocado a Portugal no seu jacto particular para se certificar que o Magalhães teria a escolha Microsoft além do Linux – mas escusado será falar em polémicas em volta do  Magalhães que apenas é um Intel Classmate PC.