Sharp lança Smartbook com GNU/Linux no mercado japonês

2 09 2009

1720-5299A Sharp vai lançar já este mês de Setembro no mercado Japonês um Smartbook com o nome de PC-Z1.

Publicitado como um dispositivo tão fácil de usar como um telemóvel mas com a capacidade de processamento similar ao de um PC só me traz à memória os modelos da Asus, os “Eee PC”.

São pequeninos, leves e aparentemente não existe qualquer referencia a uma ligação Ethernet ou ficha VGA/DVI, pelo menos na Press Release oficial. Em relação ao preço este continua por anunciar.

Sendo um dispositivo móvel,  com a proliferação de HotSpots e  banda larga móvel, talvez tenham sido alguns dos factores a levar que a Sharp tenha optado por excluir o suporte Ethernet.

Estão previstos para este ano lançamentos de muitos dispositivos similares a este a correrem GNU/Linux e baseados em arquitectura ARM. Todos estes prometem longevidades de bateria até 10H, tempos de arranque muito baixos e a correr em SSD‘s na sua maioria.

Algumas das características do produto:

  • Installed OS:   Linux/Ubuntu 9.04 (Smartbook Remix for ARM-based systems, Sharp customized version)
  • LCD:   5-inch, widescreen TFT LCD (Wide-SVGA resolution, LED backlit, touch-screen)
  • CPU:  ARM i.MX51 multimedia applications processor manufactured by Freescale Semiconductor
  • Main memory:  512 MB (fixed)
  • Input devices: 68-key keyboard (key pitch: approx. 14 mm; key stroke: approx. 0.8 mm),
  • Quick Launch button
  • Pointing device:  Optical pointer (optical pointing device), touch-screen
  • Card slot:  microSD Memory Card/microSDHC Memory Card x 1 (16 GB max.)
  • nterfaces  Headphone output (3.5 mm-dia. stereo mini-jack) x 1,
    USB (USB 2.0 compatible) x 1,
    miniUSB (USB 2.0 compatible; miniAB connector) x 1
  • Storage memory:  Approx. 4 GB flash memory (user area: approx. 2 GB)
  • Battery operating time:  Approx. 10 hours
  • Communications function:  Wireless LAN (IEEE 802.11 b/g compatible)

Ler a press release oficial

Anúncios




A Semana do Linux Desktop – Duas Visões

7 06 2009

1720-5299Jim Zemlin o Director Executivo da Linux Foundation refere no seu Blogue que já não é preciso  declarar o ano do Linux.

“Tendo passado a semana na Computex onde são mostradas todas as coisas que as pessoas irão encontrar no BestBuy e Amazon daqui a 6 meses, torna-se claro que o Linux tem um papel muito importante nos Desktops. ”

“Instant On”

Tal como preveu o ano passado o Linux virá até nos Portáteis com o Windows Vista e Windows 7 graças a tecnologias como Fastboot da Phoenix,  Splashtop da DeviceVM ou a Presto da Xandros.

Zemlin Justifica a necessidade destas tecnologias devido ao facto dos consumidores estarem fartos de esperar minutos para que o Windows arranque quando querem  apenas consultar o email ou navegar na Internet – qualquer destas tecnologias o possibilitam em menos de 5 segundos usando um sistema Linux embebido na própria  placa mãe.

Ler entrada no blogue

_________ // ___________\\_________

Em contrapartida este senhor que aparentemente esteve também na mesma computex  continua à procura dos famosos Netbooks com Linux e processadores ARM. Desconfio eu que seja um erro de ASP da página da PCMAG.com

Why Hyperspace





Estará a Microsoft a comprar os vendedores de Netbooks?

4 06 2009

ballmer_monkeyA computex iniciou dia 2 de Junho e têm sido mostrados vários Netbooks ARM e ATOM a correr Linux.

Até aqui não existe novidade mas existem suspeitas que a Microsoft anda a “comprar” fabricantes de Hardware ( OEM ‘s) para que estes não lancem modelos com Linux.

No segmento baseado em processadores Intel ATOM a Microsoft tem o Windows XP para concorrer com o Linux. Quando chegamos à  tecnologia ARM as coisas são diferentes tendo apenas o Windows CE para este segmento. Espera-se um grande “boom” no final deste ano de Netbooks com arquitectura ARM porque comparado com os ATOM estes têm menor consumo chegando a bateria a durar 10 Horas e uma melhor performance além de um preço bastante inferior.

Apesar de o lançamento do Windows 7 ter sido antecipado para Outubro deste ano parece que a ameaça do Linux não deixa a empresa liderada por Steve Ballmer deixar o mercado actuar de uma forma natural preferindo assim negar à população em geral a possibilidade de verem o Linux a trabalhar. Ficam então Links em baixo para algumas noticias sobre algumas aparentes irregularidades de actuação de controlo do mercado.

Clicar nos Links para ir para os tópicos em questão ( inglês apenas )

Asus cancela projecto de Netbook com Linux

A Asus faz  campanha Anti-Linux/pró-Microsoft nos Netbooks.

ComputerWorld – Microsoft strikes back at Linux netbook push

Is Microsoft ‘Buying-Off’ Linux Netbook Vendors? [Updated]

ASUS Linux insult will be Intel and Dell’s gain