Mensagem da Linux Foundation para a Microsoft – Parem de atacar o Linux

11 09 2009

billgates01Jim Zemlim, o director executivo da Linux Foundation deixa um aviso para a Microsoft. Parem de atacar o Linux. Zemlin afirma que a gigante do Software está a usar de um tipo de guerrilha contra o GNU/Linux e que este comportamento está a ser negativo para o crescente número de clientes Microsoft que usam ambientes mistos Windows/Linux.

Estes comentários de Zemlin vêm a propósito do facto de a Microsoft ter recentemente vendido a uma empresa algumas patentes originais da SGI, patentes estas que estariam no lote das que a Microsoft acusa de serem infrigidas pelo Linux. A empresa que comprou as acções é uma empresa que normalmente compra e revende acções a outras empresas que as usam para atacar produtos concorrentes da 1ª.

Zemlin na sua acusação sugere que as intenções da Microsoft seriam desviar as atenções para um ataque ao Linux usando outra empresa como queixosa desviando de si as atenções, normalmente este tipo de ataque é denominado attack by proxy.

Felizmente a Microsoft foi apanhada e a Open Invention Network (OIN) estava atenta e conseguiu adquirir estas patentes. A OIN é uma empresa que adquire patentes e as licenceia sem custos para entidades que em troca aceitem não usar as suas patentes contra o Linux ou aplicações relacionadas com o software Livre. A OIN foi fundada em 2005 pela IBM, Novell, Philips, Red Hat e a Sony.

Excerto da noticia original

Linux Foundation executive director Jim Zemlin has a message for Microsoft: he wants the software giant to stop attacking Linux. Zemlin contends that Microsoft is engaged in a covert war against the open source operating system and that the company’s hostile behavior is detrimental to the growing number of Microsoft customers who deploy mixed Windows and Linux environments.

Zemlin’s comments about Microsoft are a response to a patent auction carried out by Microsoft to sell a number of patents that the company allegedly said were related to Linux. The patents, which were originally obtained by Microsoft from SGI, were sold to Allied Security Trust (AST), a patent-holding group that grants its members perpetual licenses before reselling the patents.

Zemlin suggests that Microsoft’s intention was to surreptitiously slip the intellectual property to a patent troll that would then go after Linux companies. This tactic would allow Microsoft to launch an indirect assault against the open source operating system while largely insulating the company from retaliatory patent litigation by The Open Invention Network (OIN), a patent-holding group that uses its intellectual property portfolio to protect Linux. Zemlin says that the plot was thwarted, however, because “Microsoft got caught.”


Ler artigo completo


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: