Migração para GNU/Linux (pt. I)

3 04 2009

tux-campusVim agora de uma empresa de Marketing pela qual fui contactado para ir instalar uma máquina piloto com GNU/Linux.

O gerente usava Windows até ter comprado um portátil Acer aspire one que vem pré-instalado com o Linpus. Neste caso o gerente tem o portátil faz dois meses e habituou-se tanto ao Linpus que já não quer outra coisa.

Foi apenas depois de algumas explicações que ele acedeu a ser instalado o ubuntu na variante do KDE (kubuntu)  em vez do Linpus.

Finalmente o convenci com o argumento que se ele se habituou a usar o Linpus em vez do Windows depois de tantos anos a usar o sistema da Microsoft também não teria dificuldades a usar outro ambiente. Afinal ambos os sistemas não são mais que um ambiente de trabalho constituído pelos icons que mais usamos, isto para simplificar😀

Conversamos posteriormente sobre alguns pontos da mudança e o que esperar dos utilizadores que irão mais tarde usar este novo sistema. Falei também dos formatos e principalmente dos ficheiros do Office 2007 no formato docx e como proceder para alertar educadamente as empresas que enviem documentos no novo formato do Office 2007.

Nestas coisas das mudanças radicais há sempre aquele impacto das pessoas se habituarem a uma coisa nova e eu tive o cuidado de lhes perguntar se ele queria que lhe instalasse o Office 2003 no Wine visto a empresa possuir três licenças originais do produto. Prontamente ele respondeu  “se eu consigo fazer tudo no OpenOffice eles que se amanhem, também vão conseguir”.

Depois de esclarecidos os pontos e dúvidas iniciais passemos à accão

Escolhido o PC para deitar abaixo, um P4 2.80 com 1.5GB de memória RAM  na qual o XP se arrastava devido ao largo tempo que já fora instalado, eis que deito mãos à obra e começa a tarefa de fazer uma das coisas que me dá mais prazer – erradicar mais um Windows.

Depois do serviço concluído ele disse “que estranhava o facto de a máquina estar tão rápida” ao qual eu respondi que sim, o Linux faz muito melhor aproveitamento do Hardware que o Windows e que acima de tudo daqui a 1 ano ele carrega no botão para ligar o computador e vai continuar a achar que a máquina continua bastante rápida ao contrário do Windows que com o tempo se vai tornando cada vez mais lento e maçudo.

Sistema instalado, passemos ás parametrizações.

Configurei-lhe o ambiente de trabalho de uma forma “natural”, configurar uma multi-funções da HP com scanner, fax, impressão e OCR com o HPLIP é mais fácil no Linux que no Windows, isto sem necessidade de andar à procura de controladores na Internet.

Para email eles usam uma conta Google Corporate, não havendo necessidade de andar a converter PST’s do Outlook.

Portanto, tal e qual como a maioria das pequenas empresas, eles necessitam de um pacote de produtividade ( OpenOffice ), um browser ( Firefox ), instalei o Scribus e o Inkscape para algum trabalho gráfico que precisem de fazer, o KMess (svn) para as mensagens, o pdfimport para poderem editar PDF’s a partir do OpenOffice  e daqui a 15 dias se tudo correr bem migro as outras máquinas.

Assim que tiver mais novidades sobre a migração irei documentar aqui no blog.


Ações

Information

4 responses

4 04 2009
Jack

Como disse o meu irmão há um ano e meio atrás
“É uma questão de tempo”
As pessoas começam a ver além da Microsofre..que há vida, que mexe e desenvolve de dia para dia…
Abraço…
P:S Já erradiquei (como tu dizes) 7… e os meus amigos já não querem mais o sistema de Redmond…

5 04 2009
hteles

Boas Jack,
Nenhuma verdade pode ser escondida para sempre, ou como se costuma dizer, “a verdade vem sempre ao de cima!”
A MS tudo fez para acabar com os Netbooks com Linux, inclusive voltando atrás no fim de vida do XP para combater este mercado que era exclusivo do GNU/Linux não fosse o Vista ser tão pesado para correr nestes equipamentos.
Felizmente para todos nós não foi a tempo, porque 10% dos Netbooks que foram vendidos correm Linux e este nr. significa muita gente, esperemos
que muitos deles sejam decisores como o caso deste gestor desta empresa.

Bom fim-de-semana.

6 05 2009
Pedro Ferreira

Boas,
Mais um caso de conversão.
Eu sou o responsável pela secção de informática da câmara de Portel e neste momento temos 70% das maquinas da Area administrativa e Financeira a correr em Linux.As aplicacoes Windows necessarias correm sobre o WINE.
Devo dizer que quem usa linux, acha que é 100X melhor que o Vista ao fim de 2 meses de utilizacao ja notam diferenca de performance

9 05 2009
hteles

Boas, Pedro Ferreira,

tenho estado bastante ocupado a trabalhar 16H por dia.

Mas está combinado para este Domingo a replicação das máquinas e algum acerto nas configurações/programas.

Abraços

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: